domingo, 6 de fevereiro de 2011

Jarbas Agnelli e Paulo Pinto



Em “A Arte de Ser Feliz”, Cecília Meireles diz que “quando fala de pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim” e foi exatamente com o olhar de poesia que Jarbas Agnelli traduziu uma foto de pássaros pousados nos fios de luz de uma rua, feita pelo repórter fotográfico Paulo Pinto, no interior do Rio Grande do Sul, para o jornal O Estado de São Paulo.

É só clicar na imagem, ouvir a história de Jarbas Agnelli e apreciar sua interpretação artística para a foto dos pássaros.

3 comentários:

ju rigoni disse...

Ah, que lindo! Quanta poesia! Quanta sensibilidade a desses artistas, - olhos e ouvidos atentos às delicadas notas da natureza.

Nossa! Adorei.

Bjs, Marise. E inté!

Eliane F.C.Lima disse...

Marise,
A bem da verdade, tal interpretação para andorinhas pousadas já tinha sido feita pelo poeta modernista Cassiano Ricardo. Seu poema, inclusive, foi musicado por João Ricardo e gravado pelos "Secos e Molhados" nos anos setenta. Reproduzo abaixo. Portanto devemos a ele a magnífica imagem.


As Andorinhas de Antônio Nobre

Cassiano Ricardo

—Nos
—fios
—ten
sos

—da
—pauta
—de me-
tal

—as
— an/
do/
ri/
nhas
—gri-
tam

—por
—fal/
ta/
—de u-
ma
—cl'a-
ve
—de
—sol


Beijos,
Eliane F.C.Lima

Marise Ribeiro disse...

Querida Eliane, admiradora do extinto, mas sempre eterno, Secos e Molhados, e dos poetas modernistas, não me recordava deste poema do Cassiano Ricardo, musicado pelo conjunto; se não me engano, o músico era o João Ricardo. Agradeço-lhe por enriquecer esta postagem. Bjs, Marise